Presidente da Fifa diz que Copa do Mundo com 40 seleções não é uma certeza

Por Brian Homewood

GENEBRA (Reuters) - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, disse nesta terça-feira que não tem certeza de que a Copa do Mundo de 2026 contará com 40 seleções, embora seja pessoalmente a favor de um torneio ampliado.

Infantino também disse que ficaria contente se vários países dividissem a sede do Mundial, que descreveu tanto como um "evento social para o mundo inteiro" quanto uma competição esportiva global.

O dirigente fez da Copa de 40 times uma parte central de sua campanha antes de sua eleição em fevereiro, mas admitiu não depender somente dele decidir se o torneio de 2026 deveria ter uma ampliação do formato atual de 32 equipes.

"Minha opinião a respeito das 40 seleções não mudou, mas essa é a minha opinião. Teremos que debater e ver o que é melhor para o futebol", afirmou a repórteres de agências de notícias internacionais nesta terça-feira.

A Fifa pretende decidir até outubro o número de times, o formato do torneio e os continentes que estarão aptos a sediar o espetáculo.

Essa última será uma decisão crucial, já que irá determinar se países da Ásia, onde o Catar deve sediar o Mundial de 2022, podem concorrer a sede do evento.

A decisão final sobre o país-sede será tomada em maio de 2020.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos