Evo Morales pede punição ao Chile após insultos à seleção boliviana

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, pediu nesta quarta-feira à Conmebol e à Fifa para punir o Chile pelos insultos dos torcedores no empate de 0 x 0 com a seleção boliviana em Santiago, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Durante o jogo, alguns torcedores insultaram de forma recorrente o goleiro e cantavam que o rival "não tem mar", em relação à disputa de longa data entre os dois países.

"Os especialistas em futebol...deveriam agir sobre o assunto para que nunca mais alguns grupos chilenos possam ofender países. Que as nossas autoridades do futebol boliviano possam tomar algumas ações para o bem do futebol e de todos", disse Morales.

"O futebol é integração, não pode ser discriminação, não pode ser ofensa", acrescentou.

(Reportagem de Daniel Ramos)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos