OMS atualiza análise sobre Zika e aponta vírus como causa de anormalidades cerebrais

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial de Saúde (OMS) atualizou sua avaliação sobre o Zika vírus nesta quarta-feira como causa de anormalidades cerebrais congênitas em bebês e síndrome de Guillain-Barré, depois de considerar meses de investigação sobre a doença transmitida por mosquito.

"A explicação mais provável de evidência disponível a partir de surtos de infecção pelo vírus Zika e de microcefalia é que a infecção pelo Zika durante a gravidez é uma causa de anomalias congênitas cerebrais, incluindo a microcefalia", disse a OMS.

É também mais provável que o Zika seja uma causa para a síndrome de Guillain-Barré (GBS), acrescentou.

Em declaração anterior em março, com base em uma avaliação rápida de evidências, a OMS havia afirmado: "Com base em estudos observacionais, de grupos e de controle de casos, há um forte consenso científico de que o vírus Zika é uma causa de GBS, microcefalia e outras doenças neurológicas".

(Reportagem de Tom Miles)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos