Ministro francês diz que 3 suspeitas detidas provavelmente planejavam ataque; policial foi esfaqueado

PARIS (Reuters) - Três mulheres presas nesta quinta-feira em conexão com um carro abandonado repleto de cilindros de gás perto da catedral de Notre Dame, em Paris, provavelmente planejavam um ataque iminente, disse o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

"Essas três mulheres com idades de 39, 23 e 19 se radicalizaram, eram fanáticas e com toda a probabilidade estavam preparando um ato violento iminente", afirmou Cazeneuve em uma declaração televisionada.

O ministro do Interior disse que uma das mulheres detidas esfaqueou um policial durante a operação antes de ser baleada e ferida.

De acordo com fontes policiais e judiciais, vários suspeitos foram detidos durante investigação sobre o carro abandonado.

A descoberta de um Peugeot 607 na noite de sábado passado com sete cilindros de gás, seis deles cheios, desencadeou um inquérito de especialistas em contraterrorismo em um país no qual mais de 200 pessoas morreram em ataques no último ano e meio.

Na terça-feira, fontes da polícia disseram que não havia nenhum dispositivo de detonação no carro, mas que a presença dos cilindros com diesel aumentou os temores de que havia um plano para explodir o veículo.

(Reportagem de Ingrid Melander)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos