Reino Unido deveria iniciar separação da UE logo, diz líder europeu

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido deveria iniciar as conversas sobre sua separação da União Europeia o mais cedo possível, disse o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, nesta quinta-feira, aumentando a pressão para que a primeira-ministra britânica, Theresa May, dê andamento ao processo formal de desfiliação.

Em Londres, Tusk se encontrou com May em pessoa pela primeira vez desde que o Reino Unido decidiu sair do bloco votando em um referendo realizado no dia 23 de junho, o que levou à renúncia de seu antecessor, David Cameron.

    Tusk e May estão ansiosos para debater quais medidas podem ser tomadas durante os próximos meses.

    May vem dizendo que seu país não irá acionar neste ano o Artigo 50 do Tratado de Lisboa da UE, que inicia o processo de rompimento, para que seu governo tenha tempo de definir a postura de negociação que irá adotar nas conversas complicadas que irão moldar a situação futura do Reino Unido.

    "Nosso objetivo (é) estabelecer as relações mais próximas possíveis entre a UE e o Reino Unido. A bola para iniciar as negociações está no campo do Reino Unido. É do interesse de todos começar o mais cedo possível", escreveu Tusk no Twitter.

    Na quarta-feira, a porta-voz de May disse que os dois líderes iriam falar não somente sobre a saída britânica da UE, conhecida em inglês como "Brexit", mas também discutir temas da pauta da reunião de outubro entre líderes do bloco, dando a entender que o Reino Unido ainda planeja desempenhar um papel.

(Por Kylie MacLellan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos