Wall St recua com pressão da Apple; ações de energia sobem

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos caíram nesta quinta-feira, pressionados pela Apple após seu iPhone 7 não ter conseguido impressionar Wall Street, mas os ganhos das ações de energia limitaram o declínio.

O índice Dow Jones caiu 0,25 por cento, para 18.479 pontos, o S&P 500 recuou 0,22 por cento, a 2.181 pontos, e o Nasdaq Composite perdeu 0,46 por cento, para 5.259 pontos.

O Nasdaq interrompeu uma sequência de quatro sessões de ganhos após as ações da Apple recuaram 2,6 por cento, para 105,52 dólares, a maior queda percentual desde 24 de junho, quando a decisão dos eleitores britânicos de deixar a União Europeia (UE) provocou baixas generalizadas.

A empresa também disse que não divulgaria as vendas do primeiro fim de semana do novo iPhone, limitando a visibilidade inicial dos analistas sobre a popularidade do produto divulgado na quarta-feira.

O índice de tecnologia da informação do S&P 500 recuou 0,9 por cento e liderou as perdas setoriais, enquanto o índice de energia do S&P avançou 1,7 por cento, após ganhos acentuados nos preços do petróleo.

(Por Caroline Valetkevitch; reportagem adicional por Yashaswini Swamynathan e Tanya Agrawal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos