Explosões em Bagdá e arredores matam 12 pessoas

BAGDÁ (Reuters) - Cinco explosões em Bagdá e em seu entorno mataram ao menos 12 pessoas neste sábado e feriram outras 27, disseram fontes policiais e médicas. 

Nenhum grupo assumiu imediatamente a responsabilidade pelos ataques, mas o Estado Islâmico costuma alvejar áreas civis e forças de segurança na capital iraquiana.

Os insurgentes megarradicais perderam terreno no último ano para forças armadas apoiadas pelos Estados Unidos e para milícias xiitas apoiadas pelo Irã, mas as explosões mostram que os rebeldes ainda conseguem atacar longe de seus domínios, no norte e no oeste do Iraque.

A explosão mais fatal se deu em Arab al-Jabour, uma região na periferia de Bagdá, ao sul da cidade, onde um dispositivo explosivo improvisado foi detonado perto de um veículo civil, matando quatro pessoas.

Uma bomba em um mercado em Taji, subúrbio ao norte de Bagdá e que conta com uma enorme base militar, matou três pessoas e feriu nove, de acordo com as fontes consultadas. Um homem-bomba no distrito central de Allawi detonou sua veste explosiva e matou dois e feriu oito. 

Por fim, duas bombas colocadas em estradas mataram três pessoas e feriram dez.

(Por Kareem Raheem)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos