Hillary diz que lamenta ter chamado "metade" dos apoiadores de Trump de "deploráveis"

Por Jeff Mason

NOVA YORK (Reuters) - A candidata presidencial democrata Hillary Clinton disse no sábado que se arrependia de ter dito que "metade" dos apoiadores do seu rival republicano, Donald Trump, pertencem a um “grupo de deploráveis”, mas não se desculpou pelo que classificou de "preconceito e paranóia" na campanha republicana e entre seus apoiadores.

"Na noite passada eu fui 'grosseiramente generalista' e isso nunca é uma boa ideia. Eu lamento ter dito 'metade', isso foi errado", disse Hillary em um comunicado, um dia depois dos comentários em um evento para levantar fundos em Nova York.

Mas "Trump tem construído sua campanha em grande parte sobre o preconceito e a paranóia", disse ela, acrescentando: "eu não vou parar de criticar a intolerância e a retórica racista nesta campanha."

Republicanos e apoiadores de Trump responderam ferozmente na mídia social os comentários de Hillary e o episódio ameaça abalar seus esforços para pintar Trump como despreparado para a Presidência.

O próprio Trump procurou usar os comentários de Hillary para fazer o mesmo questionamento sobre ela.

"Como ela pode ser presidente do nosso país quando ela tem tal desprezo e desdém por tantos grandes americanos?", perguntou Trump em um comunicado no sábado.

"Hillary Clinton deveria ter vergonha de si mesma, e isso prova além de qualquer dúvida que ela é despreparada e incapaz de servir como presidente dos Estados Unidos", acrescentou Trump.

Na sexta-feira, Hillary disse que Trump deu voz a uma retórica de ódio com seu comportamento como candidato à Casa Branca. As eleições serão em 8 de novembro.

“Sendo grosseiramente generalista, você pode colocar metade dos apoiadores de Trump no que eu chamo de ‘grupo de deploráveis’”, disse Hillary. “Infelizmente, há pessoas assim. E ele as trouxe à tona.”

Algumas dessas pessoas são irremediáveis, disse ela, mas não representam o país.

O outro grupo de apoiadores de Trump é constituído de indivíduos desesperados por mudanças que se sentem desapontados pelo governo e pela economia, acrescentou a candidata. 

“Eles não acreditam em tudo o que ele diz, mas ele parece representar alguma esperança de que suas vidas serão diferentes”, disse. “Essas são pessoas que temos que compreender e simpatizar também.”

A campanha de Trump atacou os comentários durante todo o sábado.

"A opinião ruim de Hillary Clinton sobre as pessoas que apoiam esta campanha deve ser denunciada nos termos mais fortes possíveis", disse Mike Pence, governador de Indiana e companheiro de chapa de Trump, em um evento em Washington.

"Então deixem-me dizer do fundo do meu coração: Hillary, eles não são um grupo de nada, eles são americanos, e eles merecem o seu respeito."

A hashtag #BasketOfDeplorables era um tópico popular na manhã deste sábado, à medida que muitos usuários do Twitter condenavam e apoiavam os comentários de Hillary.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos