Prefeito da cidade chinesa de Tianjin é investigado por suspeita de corrupção

PEQUIM (Reuters) - O Partido Comunista Chinês anunciou neste sábado que o prefeito da importante cidade de Tianjin, no norte do país, está sendo investigado por suspeita de corrupção, em mais um caso de político de alto escalão sendo alvo da guerra contra a corrupção enraizada no sistema chinês.

Dezenas de autoridades já foram investigadas e presas desde que o presidente Xi Jinping assumiu o poder há quase quatro anos, prometendo combater a corrupção e avisando, como outros antes dele, que este problema ameaça a manutenção dos comunistas no comando do país. 

Em breve comunicado, a Comissão Central de Disciplina do Partido Comunista afirmou que Huang Xingguo, de 61 anos, é suspeito de "sérias violações disciplinares", utilizando o já usual eufemismo do partido para corrupção.

O órgão não deu maiores detalhes. Não foi possível contatar Huang para comentar o caso, e não estava claro se ele já conta com um advogado. Huang, que também é líder em exercício do Partido Comunista em Tianjin, se tornou prefeito em 2008.

Tianjin é uma importante cidade portuária que fica a uma hora de Pequim de carro, e que ambiciona se tornar um "hub" financeiro do norte chinês. É uma das quatro grandes regiões metropolitanas do país (ao lado de Pequim, Xangai e Chongqing) denonimadas "municipalidades", que têm o mesmo status que uma província. 

(Por Ben Blanchard)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos