Pelo menos 21 civis são mortos em ataques aéreos no Iêmen, dizem moradores

SANAA (Reuters) - Pelo menos 21 civis foram mortos em dois ataques aéreos separados realizados por uma coalizão liderada pelos sauditas no norte do Iêmen no sábado, afirmaram moradores neste domingo, num momento em que a luta se intensifica no país antes da festa muçulmana de Eid al-Adha.

Os moradores disseram que pelo menos 15 civis foram mortos quando aviões de guerra miraram trabalhadores em atividades de perfuração por água na área de Beit Saadan do distrito de Arhab, no norte de Sanaa, e que outras 20 pessoas ficaram feridas.

Segundo os moradores, aviões de guerra da coalizão liderada pelos sauditas bombardearam o local e mataram quatro trabalhadores, aparentemente confundindo a máquina de perfuração com um lançador de foguetes. Os aviões realizaram um segundo ataque, quando os moradores da aldeia correram para o local, matando pelo menos mais 11 pessoas e ferindo 20.

O general Ahmed al-Asseri, porta-voz da coalizão, disse que "todas as operações na área tinham como alvo posições do grupo Houthi e seus membros".

A coalizão, que tem lutado para reverter os ganhos obtidos pelo grupo Houthi desde 2014 e restaurar o presidente deposto Abd-Rabbu Mansour Hadi ao poder, diz que não tem civis como alvo. O Houthi é aliado do Irã.

No segundo ataque no sábado, moradores relataram uma investida aérea que atingiu a casa de Sheikh Maqbool al-Harmali, um chefe tribal local no distrito de Hairan, província de Hajjah, matando seis civis.

A ONU diz que mais de 10.000 pessoas foram mortas nos combates, muitas delas civis.

(Por Mohammed Ghobari)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos