Obama se diz esperançoso sobre gastos e recursos para Zika após reunião com parlamentares dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse após reunião com quatro importantes líderes congressistas dos EUA nesta segunda-feira que estava encorajado a acreditar que os parlamentares conseguiriam aprovar a legislação de gastos no curto prazo para manter o governo operando durante o ano fiscal de 2017.

Obama, do Partido Democrata, disse que estava esperançoso sobre um acordo com o Congresso, de maioria republicana, para financiar a luta contra o Zika vírus e para ajuda após o desastre causado pelas enchentes na Louisiana.

O presidente se reuniu com o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, o presidente da Câmara dos Deputados, Paul Ryan, ambos republicanos, o líder dos democratas no Senado, Harry Reid, e a líder democrata na Câmara, Nancy Pelosi, sobre assuntos que têm sido um problema durante o fim de seu segundo mandato.

"Minha esperança é que até o momento em que o Congresso suspenda os trabalhos antes das eleições que nós tenhamos um acordo para financiar o governo e que nosso financiamento para o Zika será cuidado", disse Obama aos repórteres no Salão Oval. Ele deixará o cargo em 20 de janeiro.

O Congresso dos EUA deve aprovar um projeto de gasto temporário até 30 de setembro, ou boa parte do governo será fechada. Pouco antes da reunião com Obama, McConnell disse que os líderes congressistas estavam progredindo na legislação sobre gastos temporários e Zika. McConnell afirmou que espera enviar a lei ao Senado esta semana.

(Por Timothy Gardner, Ayesha Rascoe e Richard Cowan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos