Alemanha prende três sírios que podem ter ligação com rede dos ataques de Paris

Por Erik Kirschbaum e Madeline Chambers

BERLIM (Reuters) - Três jovens sírios presos na Alemanha nesta terça-feira são membros do Estado Islâmico levados ao país pela mesma rede que levou militantes para a França para realizar os ataques mortais de novembro do ano passado, informou o governo alemão.

Procuradores federais disseram que as forças especiais da polícia prenderam os três em Schleswig-Holstein, Estado no norte do país, sob suspeita de terem sido enviados pelo Estado Islâmico "para realizar uma missão que foram informados sobre ou para aguardar mais instruções" para um ataque.

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maiziere, disse que eles chegaram no final de 2015, provavelmente com ajuda da mesma rede que levou militantes do Estado Islâmico para Paris para realizar ataques a tiros e bombas que mataram 130 pessoas em 13 de novembro do ano passado.

"Tudo leva para o fato que a mesma organização por trás dos ataques de Paris também trouxeram os três homens para a Alemanha, onde foram presos", disse de Maiziere durante entrevista coletiva.

Governos europeus estão em alerta alto de segurança após uma série de ataques militantes na França, Bélgica e Alemanha, onde três ataques foram realizados nos últimos meses por pessoas que buscavam asilo e dois foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

Mais de 200 policiais estavam envolvidos na operação para prender os três jovens, de idades entre 17 e 26. A rede de TV ARD relatou que eles foram capturados após operações em casas de refugiados nas cidades ao norte de Hamburgo. Autoridades alemãs realizaram buscas nos apartamentos dos três suspeitos, mas não revelaram possíveis descobertas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos