EUA e Israel irão assinar acordo de ajuda militar com valor recorde, dizem fontes

Por Matt Spetalnick e Luke Baker

WASHINGTON/JERUSALÉM (Reuters) - Os Estados Unidos e Israel chegaram a um entendimento a respeito de um novo pacote de ajuda militar norte-americana de pelo menos 38 bilhões de dólares, e o pacto de valor recorde com 10 anos de duração deve ser assinado nesta semana, disseram fontes a par do assunto à Reuters nesta terça-feira.

O acordo irá representar a maior promessa de assistência militar dos EUA a qualquer país, mas também envolve grandes concessões do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de acordo com autoridades das duas partes.

Entre elas está o compromisso de Israel de não solicitar fundos adicionais ao Congresso para além do que será garantido anualmente no novo pacote, e também abandonar gradualmente um arranjo especial que vem permitindo ao Estado judeu gastar parte da ajuda de Washington em sua própria indústria de defesa, e não em armas feitas nos EUA, disseram os funcionários.

O principal negociador israelense, Jacob Nagel, diretor interino do conselho de segurança nacional de Netanyahu, chegou a Washington de segunda para terça-feira para se preparar para a cerimônia de assinatura com a assessora de Segurança Nacional dos EUA, Susan Rice, segundo uma fonte familiarizada com a questão.

Os quase 10 meses de negociações arrastadas para fechar o pacote enfatizaram as divergências persistentes entre o presidente norte-americano, Barack Obama, e Netanyahu, resultante do acordo nuclear acertado no ano passado com o Irã, arqui-inimigo de Israel, com a liderança dos EUA.

Os Estados Unidos e Israel também têm se desentendido a respeito dos palestinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos