Londres adota medidas para ajudar táxis pretos ante concorrência de serviços como Uber

Por Costas Pitas

LONDRES (Reuters) - A cidade de Londres anunciou nesta terça-feira que irá adotar novas medidas para ajudar os motoristas de seus tradicionais táxis pretos, incluindo dar acesso a mais faixas de ônibus e aumentar o número de pontos de táxis, ao mesmo tempo em que empresas de serviços particulares como Uber enfrentam regras mais rígidas na capital britânica.

Os táxis pretos vêm sendo prejudicados pela concorrência de várias empresas, como o aplicativo Uber e a empresa de táxis particulares Addison Lee, que vêm ganhando popularidade devido às tarifas frequentemente mais baratas.

Conforme as medidas anunciadas pelo prefeito de Londres, Sadiq Khan, a agência reguladora Transporte para Londres (TfL) irá permitir que os táxis pretos tenham acesso a mais 20 faixas de ônibus, forneçam detalhes de viagem através de sua popular ferramenta de planejamento de itinerário online e fazer com que todos os carros aceitem pagamentos com cartões de crédito.

A quantidade de pontos de táxis também irá aumentar em 20 por cento, para 600, até 2020.

"Embora o comércio legítimo de serviços particulares de táxi seja uma vantagem de Londres, não podemos ser complacentes, mas fazer com que seja seguro para os passageiros", disse Khan. "A necessidade de mais cumprimento e conformidade, assim como requerimentos de autorização mais rígidos, é evidente para todos".

Em junho, a TfL divulgou uma série de propostas para regular o setor de serviços particulares de táxi, levando o Uber, cujos investidores incluem a GV, antes conhecida como Google Ventures, e o Goldman Sachs, a abrir processos na Justiça.

Start-ups de tecnologia de crescimento rápido como o Uber enfrentam a oposição de sindicatos e concorrentes já estabelecidos em todo o mundo, inclusive em Londres, onde motoristas de táxis pretos já realizaram vários protestos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos