Mercados europeus ampliam perdas pressionados por petróleo

MILÃO (Reuters) - O mercado europeu recuou nesta terça-feira pelo quarto dia seguido, com o suporte inicial das declarações "dovish" da diretora do Federal Reserve, banco central norte-americano, Lael Brainard, perdendo força e pressionado pela queda nos preços do petróleo.

O índice de principais ações europeias FTSEurofirst 300 recuou 1,03 por cento, a 1.332 pontos. O índice pan-europeu STOXX 600 teve queda também de 1,03 por cento, a 338 pontos, mas mantendo-se acima da mínima intradia de cinco semanas atingida na segunda-feira.

O índice pan-europeu chegou a subir 0,6 por cento no início da sessão com os investidores encontrando algum conforto nas declarações de Brainard, segundo a qual o Fed deveria evitar a remoção do suporte à economia muito rapidamente.

As declarações de Brainard reduziram as expectativas de uma alta dos juros nos EUA em setembro, mas um aperto da política monetária no país ainda é esperado antes do final do ano.

Mas os ganhos se reverteram após Wall Street abrir com perdas e diante da queda dos preços do petróleo devido às preocupações com o excesso de oferta, o que levou o índice do setor a cair 2,82 por cento, tendo o pior desempenho na Europa.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,53 por cento, a 6.665 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,43 por cento, a 10.386 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,19 por cento, a 4.387 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,74 por cento, a 16.547 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,61 por cento, a 8.724 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,62 por cento, a 4.557 pontos.

(Por Danilo Masoni)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos