Alemanha vê esperança em cessar-fogo na Ucrânia, mas pede novas medidas

KIEV (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Alemanha disse que uma tentativa recente de estabelecer um cessar-fogo entre tropas da Ucrânia e separatistas apoiados pela Rússia oferece um "raio de esperança" e que vê perspectiva para novas medidas que levem a uma paz duradoura na semana que vem.

Visitando Kiev com seu homólogo francês, Frank-Walter Steinmeier disse que, com a concordância de Moscou, os separatistas irão adotar uma nova trégua começando à meia-noite que a Ucrânia também concordou em respeitar.

Os dois lados já haviam acertado observar um cessar-fogo para coincidir com o início do ano escolar em 1o de setembro, que reduziu o nível das hostilidades mas não deteve todos os combates.

"Estamos novamente em uma encruzilhada", afirmou Steinmeier em uma declaração à imprensa. "Vemos um pequeno raio de esperança no cessar-fogo da volta às aulas... mas isso não basta".

    França e Alemanha ajudaram a mediar o acordo de paz de Minsk 18 meses atrás, mas muitos de seus pontos principais, como a realização de eleições regionais e a devolução do controle da fronteira ucraniana com a Rússia a Kiev, estão em um impasse há tempos.

O chanceler ucraniano, Pavlo Klimkin, disse que a questão é não haver um entendimento com a Rússia sobre a sequência da implementação dos termos de paz.

    "Entendemos que, para implementar os acordos de Minsk, para forçar a Rússia a implementá-los, precisamos de uma ideia clara da sequência de passos e garantias de sua implementação por parte da Rússia", disse ele em um informe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos