Premiê japonês irá viajar a Cuba para discutir laços econômicos e Coreia do Norte

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, irá buscar ajuda de Cuba em resposta aos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte, em uma visita a Havana na próxima semana, disse um porta-voz, e também espera expandir interesses comerciais japoneses na ilha.

Abe irá se tornar o primeiro líder japonês a visitar a Cuba comunista, que é um dos poucos aliados diplomáticos da Coreia do Norte e lentamente se ergue após décadas de isolamento internacional e um embargo comercial norte-americano.

A viagem segue a restauração de laços no ano passado entre Cuba e Estados Unidos, ex-rivais na Guerra Fria, e a visita do presidente Barack Obama a Cuba neste ano.

Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos vêm fortalecendo alianças após o quinto e maior teste nuclear da Coreia do Norte, na semana passada.

Durante entrevista coletiva nesta quarta-feira, o secretário-chefe de gabinete Yoshihide Suga disse que o Japão gostaria de buscar o entendimento e a cooperação de Cuba para a resolução de questões relacionadas à Coreia do Norte, como os programas de mísseis e nuclear e o sequestro de cidadãos japoneses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos