Tufão deixa ao menos 11 mortos na China e Taiwan; outra tempestade se aproxima da região

XANGAI (Reuters) - A tempestade mais forte deste ano no mundo matou ao menos 10 pessoas na China ao atingir a costa sudeste do país, informou o governo chinês nesta sexta-feira, enquanto membros das equipes de resgate vasculhavam ruas alagadas e equipes de manutenção tentavam restaurar a energia de mais de um milhão de casas.

O tufão Meranti praticamente se dissipou nesta sexta-feira, um dia após passar pelo oceano Pacífico, seguindo para o sul de Taiwan e próximo à cidade portuária chinesa de Xiamen, na província de Fujian.

A tempestade matou sete pessoas em Fujian e três na província vizinha de Zhejiang, de acordo com a mídia estatal e o governo. Onze pessoas estão desaparecidas.

Mais de 330 mil pessoas voltaram para suas casas nesta sexta-feira após serem forçadas a sair por conta da tempestade, que segundo meteorologistas foi a maior do mundo neste ano.

O tufão também matou uma pessoa e feriu outras 38 em Taiwan, onde as pessoas se preparam nesta sexta-feira para outro tufão, chamado Malakas, que pode provocar fortes chuvas no sábado.

(Reportagem de John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos