Candidato democrata à vice-presidente dos EUA acusa Trump de incitar violência contra Hillary

WASHINGTON (Reuters) - O candidato a vice-presidente dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Tim Kaine, acusou, neste domingo, Donald Trump de incitar violência contra Hillary Clinton, após o candidato republicano ter dito que os seguranças da presidenciável democrata deveriam ser desarmados por conta da defesa da candidata a controles mais rígidos sobre armas. 

Kaine, falando ao programa Fox News Sunday, chamou os comentários de Trump de irresponsáveis. 

“Quando você olha para uma série desses comentários que ele tem feito, eu acredito que sejam uma incitação ou, no mínimo, uma expressão de indiferença sobre se violência deve ser cometida”, disse ele. 

Na sexta-feira, Trump disse em um comício de campanha que os “guarda-costas (de Hillary) devem largar suas armas. Devem ficar desarmados”.

“Tire as armas deles, ela não quer armas. Tire as armas, veja o que acontece com ela. Tire as armas deles, okay. Será muito perigoso”, acrescentou. 

(Por Alana Wise, Rick Cowan e Dustin Volz)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos