Estado Islâmico diz que ataque com faca nos EUA foi realizado por "soldado" do grupo

(Reuters) - Um homem que feriu oito pessoas em um ataque com faca em um shopping em Minnesota, nos Estados Unidos, no sábado, antes de ser morto por um policial de folga, é um “soldado do Estado Islâmico”, disse a agência de notícias do grupo extremista.  

O homem, que vestia um uniforme de segurança, fez referências a Alá e perguntou a pelo menos uma pessoa se ela era muçulmana antes da agressão, que ocorreu em um shopping center em St. Cloud, Minnesota, disse a repórteres o chefe de polícia da Cidade, Blair Anderson. 

A Reuters não conseguiu verificar imediatamente a autenticidade da reivindicação feita pelo Estado Islâmico através da agência Amaq, afiliada ao grupo. 

Um porta-voz do Conselho Nacional de Segurança dos EUA disse estar ciente da reivindicação, mas indicou o caso para tratamento de investigadores locais. O FBI não respondeu imediatamente quanto questionado sobre o comunicado da Amaq. 

“Seja este um ataque terrorista ou não, não estou disposto a dizer isso nesse momento porque simplesmente não sabemos”, disse Anderson em uma coletiva de imprensa.

“Nós vamos descobrir isso e quando o fizermos seremos transparentes sobre isso”, acrescentou. Ele não deu detalhes sobre as identidades das vítimas. 

(Por Alex Dobuzinskis em Los Angeles, Omar Fahmy no Cairo e Dustin Volz em Washington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos