Ações da Estrela disparam 15% com planos para diminuir importação da China

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Estrela dispararam 15 por cento na Bovespa nesta terça-feira, após a empresa anunciar planos para diminuir a dependência de importações chinesas.

A fabricante de brinquedos informou que seu controlador e seu diretor de marketing constituíram em Assunção a unidade Estrella Del Paraguay, que vai fornecer brinquedos para a Estrela e para outras empresas no Brasil e na América do Sul.

O inicio das operações está previsto para o fim deste ano ou começo de 2017. Segundo a empresa, o objetivo é que unidade no Paraguai substitua parte dos brinquedos que a empresa atualmente importa da China, visando a redução de custo.

A responsabilidade da operação será dos administradores. A Estrela disse não ter feito investimento financeiro na operação.

As ações da Estrela, que não fazem parte do Ibovespa, subiram 14,93 por cento. O índice teve alta de 0,67 por cento.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos