China promoverá desenvolvimento através de abertura "ainda maior" da economia, diz premiê

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse nesta quarta-feira que a China vai promover o desenvolvimento econômico através da abertura de sua economia de forma mais ampla, uma vez que a experiência mostrou que as políticas de portas fechadas só trouxeram estagnação.

"Vamos promover o desenvolvimento através da expansão, da abertura", disse Li em discurso na Assembléia Geral das Nações Unidas.

"A experiência da China nas últimas décadas tem provado que uma política de portas fechadas só leva à estagnação e ao atraso... A China vai abrir ainda mais suas portas para o mundo exterior", completou.

Li disse que a economia global enfrenta demanda agregada insuficiente e conflitos estruturais proeminentes, e que para que o desenvolvimento sustentável seja mantido não pode haver fraqueza a longo prazo.

"Precisamos empregar vários tipos de instrumentos efetivos de política monetária de uma maneira integrada e combinar a gestão da demanda com a reforma do lado da oferta e políticas de curto prazo com políticas de longo prazo", disse ele.

"As principais economias precisam conduzir política monetária responsável ​​e coordenar a política macroeconômica, considerando simultaneamente o seu próprio crescimento", acrescentou.

(Por David Brunnstrom)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos