Temer diz que caixa dois não é bom e nega ter orientado aprovação de anistia

NOVA YORK (Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira que pessoalmente acha que a possibilidade de uma anistia ao caixa dois em campanhas não é bom e negou que tenha orientado a base governista no Congresso a aprovar o perdão aos candidatos que usaram recursos não contabilizados em campanhas eleitorais.

Em entrevista coletiva em Nova York, Temer afirmou que pedirá esclarecimentos sobre o episódio quando chegar ao Brasil depois de, nesta semana, parlamentares da base tentarem aprovar uma anistia ao caixa dois eleitoral.

(Reportagem de Rodrigo Castro e Dion Rabouin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos