Hillary diz que Trump pode ter violado lei dos EUA sobre Cuba

CHICAGO (Reuters) - A candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, disse nesta quinta-feira que o rival republicano, Donald Trump, pode ter violado uma lei norte-americana, após divulgação de reportagem informando que uma de suas empresas tentou fazer negócios em Cuba.

A Newsweek informou nesta quinta que uma empresa de hotel e cassino controlada por Trump realizou secretamente negócios com Cuba, que era ilegal sob sanções dos EUA em vigor durante a Presidência de Fidel Castro na ilha comunista.

"Hoje nós fomos informados sobre seus esforços para fazer negócios em Cuba que parecem violar a lei dos EUA, certamente despreza a política externa norte-americana, e ele tem constantemente enganado as pessoas nas respostas a perguntas sobre se ele tentou fazer negócios em Cuba", disse Hillary a jornalistas no avião de campanha.

Hillary e Trump estão em uma disputa acirrada antes da eleição presidencial de 8 de novembro.

A campanha de Trump não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters para comentar o assunto.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765)) REUTERS TR ES

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos