Colombianos rejeitam acordo com as Farc por margem estreita

BOGOTÁ (Reuters) - Os colombianos rejeitaram por pouco um acordo de paz com os insurgentes marxistas neste domingo, mergulhando o país em incerteza e gerando uma enorme derrota ao presidente Juan Manuel Santos, que apostou sua reputação no fim da guerra de 52 anos.

Antes do referendo, Santos, 53 anos, disse que não tinha um plano B e a Colômbia retornaria à guerra se o voto pelo "não" ganhasse.

Pesquisas apontavam vitória confortável do acordo no plebiscito, mas os eleitores colombianos surpreenderam as projeções e a opção "não" acabou vencendo com 50,23 por cento contra 49,76 por cento, com 99,59 por cento das seções apuradas.

(Por Helen Murphy e Julia Symmes Cobb)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos