Enchentes afetam 600 mil pessoas na Coreia do Norte, diz Cruz Vermelha

SEUL (Reuters) - Ao menos 600 mil pessoas na Coreia do Norte foram afetadas por fortes enchentes que danificaram ou destruíram 30 mil casas, informou a Cruz Vermelha, pedindo por ajuda humanitária urgente antes da chegada do inverno.

"O desastre atinge, em muitas maneiras, provavelmente no pior momento", disse o chefe da delegação da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC) na Coreia do Norte, Chris Staines.

A IFRC trabalha com a Sociedade da Cruz Vermelha da Coreia do Norte para ajudar comunidades que sofreram algumas das piores enchentes, causadas por fortes chuvas no final de agosto.

Staines disse que "ação urgente" é necessária antes do final de outubro, quando as temperaturas podem atingir -30 graus Celsius no inverno local.

"São condições seriamente severas e é por isso que precisamos de mais soluções permanentes, em questão de abrigos, em questão de serviços de saúde e acesso a comida, e resolvendo questões sobre águas saudáveis", disse.

A IFRC fez um apelo emergencial de 15,6 milhões de dólares para entregar ajuda a mais de 300 mil pessoas nos próximo 12 meses.

(Reportagem da Reuters TV)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos