Estrategistas de ações iniciam outubro ainda à espera de avanços em medidas econômicas

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - Outubro começa com estrategistas de ações ainda na expectativa de avanço nas medidas de ajuste econômico no Congresso Nacional, particularmente aquela que limitará o crescimento dos gastos à inflação do ano anterior, além de possível início de um processo de afrouxamento monetário pelo Banco Central.

Para a equipe do BTG Pactual, este e o próximo mês são fundamentais para definir o futuro do governo de Michel Temer, conforme relatório enviado a clientes, destacando principalmente a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um limite para o crescimento dos gastos públicos.

"A habilidade de aprovar uma versão da proposta similar àquela apoiada pelo governo mostrará a força do apoio político ao presidente Temer e lançará as bases para as próximas reformas", escreveu o BTG.

Na semana passada, o relator da matéria na Câmara, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), disse que a PEC teve ter sua tramitação concluída na Câmara dos Deputados e enviada ao Senado até o fim deste mês.

O BTG diz que seu portfólio segue posicionado para capturar também uma potencial redução nos juros e melhora da atividade.

Pesquisa Focus nesta segunda-feira mostrou que as expectativas entre economistas passaram a embutir um corte de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros na próxima reunião do Copom. Se confirmado, será o primeiro corte em mais de um ano.

A equipe da Citi Corretora adota certa cautela quanto à recuperação da economia, destacando que "dadas as restrições dos fundamentos econômicos, a recuperação provavelmente será mais gradual, quando comparada com recuperações anteriores".

O começo da temporada de resultados corporativos no Brasil neste mês também está no radar dos estrategistas, conforme as carteiras compiladas pela Reuters.

"As companhias que continuarem a entregar resultados seguirão sendo preferidas, mas, com viés promissor para aquelas que o mercado considera 'descontadas', bem como as que possuem liquidez preponderante, que são opções para o reingresso de capital externo na Bovespa", disse a BB Investimentos em relatório a clientes.

No exterior, o rumo da política monetária norte-americana permanecem sob os holofotes. A próxima reunião do Federal Reserve ocorre apenas em novembro, mas declarações de membros do banco central dos Estados Unidos tendem a seguir influenciando apostas sobre o momento da próxima alta de juros naquele país.

Veja cinco carteiras de ações recomendadas para outubro compiladas pela Reuters:

BTG BB INVESTIMENTOS

Petrobras PN B2W

Itaú Unibanco PN CVC Brasil

BM&FBovespa Gerdau PN

Cielo Itaú Unibanco PN

Gerdau PN Lojas Renner

Telefônica Brasil PN Petrobras PN

Br Malls Randon PN

Localiza Vale PNA

CESP PNB

São Martinho

CITI GUIDE INVESTIMENTOS

AES Tiête BM&FBovespa

Lojas Renner BRF

BRF CCR

Cielo Equatorial Energia

Cosan Eztec

Ecorodovias Hypermarcas

Light Itaúsa PN

Petrobras PN Klabin

Energisa Petrobras PN

Sabesp Ultrapar

SPINELLI

Itaúsa PN

Cosan

Via Varejo

Braskem PNA

Grendene

Light

Qualicorp

Embraer

Fras-le

Magazine Luiza

Mills

Rumo Logística

Sonae Sierra

Locamerica

Login

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos