Justiça da Holanda aprova suspensão de pagamentos de subsidiária da Oi

SÃO PAULO (Reuters) - A Oi informou nesta segunda-feira que a justiça holandesa aprovou pedido de sua subsidiária Portugal Telecom International Finance B.V (PTIF) para suspensão provisória de pagamentos a credores.

"O procedimento de suspensão de pagamentos concedido (provisoriamente) garante à PTIF a suspensão de atos de execução de credores na Holanda para permitir que a PTIF reestruture suas dívidas", afirmou o grupo brasileiro de telecomunicações em comunicado ao mercado.

A Justiça holandesa também aprovou a nomeação de J.L.M. Groenewegen como administrador do processo de suspensão dos pagamentos e dos interesses dos credores da PTIF.

A Oi fez o maior pedido de recuperação da história do Brasil em junho, buscando renegociar dívidas que somam 65,4 bilhões de reais.

Em 9 de agosto, um tribunal holandês também havia colocado a unidade Oi Brasil Holdings Coöperatief UA sob proteção judicial contra credores.

As duas subsidiárias da Oi na Holanda emitiram cerca de 6,7 bilhões de dólares em bônus, que a companhia está agora tentando reestruturar.

(Por Alberto Alerigi Jr., reportagem adicional de Ana Mano)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos