Presidente colombiano se encontrará com rival Uribe para tentar salvar acordo de paz

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, irá se encontrar com o rival da oposição Álvaro Uribe nesta quarta-feira, na tentativa de resolver diferenças sobre um acordo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que foi surpreendentemente rejeitado em um plebiscito nesta semana, deixando o país em um limbo.

O resultado do plebiscito, que contrariou pesquisas de opinião e é um desastre político para Santos, levou o país para uma incerteza sobre o futuro dos rebeldes das Farc, que se desarmariam assim que o acordo fosse aprovado pelos eleitores.

A guerra de 52 anos já matou mais de 220 mil pessoas e deslocou milhões.

Uribe, ex-presidente e atualmente senador, se opôs às conversas de paz de Santos desde o início e disse que o acordo final, que foi alcançado em agosto após quatro anos de negociações em Havana, dá muitas concessões aos rebeldes.

Ele foi um dos líderes da campanha do "não", pedindo para colombianos não aprovarem o acordo, que daria às Farc assentos no Congresso garantidos e imunidade de sentenças de prisão tradicionais. O "não" venceu por menos de um ponto percentual.

O futuro do acordo parece estar na questão da possibilidade das Farc aceitarem condições mais severas de desmobilização, talvez combinadas com demandas mais leves da postura linha-dura de Uribe.

(Reportagem de Julia Symmes Cobb)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos