Rússia suspende acordo nuclear e encerra pesquisa de urânio com os EUA

Por Lidia Kelly

MOSCOU (Reuters) - A Rússia anunciou nesta quarta-feira que está suspendendo seu acordo nuclear e energético com os Estados Unidos em reação às sanções impostas ao país por Washington por conta da Ucrânia.

O governo também disse que, pelas mesmas razões, está encerrando um acordo entre sua corporação nuclear Rosatom e o Departamento de Energia dos EUA, que realizavam estudos sobre a possibilidade da conversão de reatores de pesquisa russos para urânio pouco enriquecido.

Na segunda-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, suspendeu um tratado com Washington que versava sobre o descarte de plutônio de uso em armas, assinalando que está disposto a usar o desarmamento nuclear como uma nova moeda de troca em disputas com os norte-americanos a respeito da Ucrânia e da Síria.

"A renovação frequente de sanções contra a Rússia, o que inclui a suspensão da cooperação russo-norte-americana no campo da energia nuclear, exige a adoção de contramedidas contra os EUA", afirmou o governo russo em seu site.

O pacto de cooperação em pesquisas científicas relacionadas às áreas nuclear e energética, assinado em 2013, forneceu o arcabouço legal necessário para ampliar o trabalho entre laboratórios de pesquisa e institutos dos EUA e da Rússia nos campos da tecnologia nuclear e da não-proliferação, entre outros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos