Governo apoia venda de sobras contratuais por distribuidoras de energia elétrica

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério de Minas e Energia atuou nas últimas semanas no Congresso em apoio a uma proposta que autoriza distribuidoras de energia elétrica a negociar a venda, a preços de mercado, de excessos contratuais de eletricidade decorrentes da queda da demanda, informou a pasta nesta quinta-feira.

Atualmente, as distribuidoras só podem vender as sobras no mercado de curto prazo de energia, por preços pré-definidos, mas uma emenda autorizando a negociação dos excedentes no mercado livre de eletricidade foi incluída em relatório da Medida Provisória 735/2016 aprovado na quarta-feira em comissão mista do Congresso Nacional.

A possibilidade de vender as sobras contratuais era um pleito das distribuidoras, mas até o momento o governo limitava-se a comentar que o assunto passava por análise técnica no ministério.

"A emenda...teve o apoio do ministério", afirmou a pasta, após questionamento da Reuters.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos