Papa ficou triste com notícia sobre casamento de freiras lésbicas, diz arcebispo

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco se mostrou triste ao ouvir que duas ex-freiras se casaram em uma cerimônia civil na Itália, disse o arcebispo Angelo Becciu, subsecretário de Estado do Vaticano, nesta sexta-feira.

“Quanta tristeza surgiu no rosto do papa quando li para ele a notícia sobre as duas ‘freiras’ casadas!”, publicou Becciu no Twitter.

Federica e Isabel se casaram em uma união civil no norte da Itália no mês passado, aproveitando uma lei aprovada neste ano que oferece reconhecimento legal a casais homossexuais – um dos últimos países ocidentais a fazê-lo.

O casal, que não forneceu seus sobrenomes, disse ao jornal La Repubblica nesta sexta-feira que ambas se apaixonaram enquanto trabalhavam como missionárias em Guiné-Bissau, na África ocidental.

Federica, de 44 anos, vem da Itália, e Isabel, de 40, da América do Sul. Elas afirmaram que poderiam ter feito o mesmo que outras freiras e decidido viver juntas em um convento enquanto escondiam seu relacionamento, mas afirmaram que isso teria sido “falso”.

“Há muitos desses casos em que padres ou freiras escondem seus relacionamentos com homens ou mulheres”, disse o casal, segundo a publicação, acrescentando que elas não receberam ajuda ao deixar a ordem religiosa. “Nos sentimos sozinhas e, mais do que isso, nos sentimos abandonadas”.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos