Rússia cogita reativar bases militares no Vietnã e em Cuba

MOSCOU (Reuters) - A Rússia está estudando planos de retomar sua presença militar no Vietnã e em Cuba, onde Moscou já teve bases militares, disse o vice-ministro da Defesa russo, Nikolai Pankov, nesta sexta-feira, segundo agências de notícias do país.

"Estamos tratando desse assunto", disse Pankov, segundo as agências, no Parlamento da Rússia.

O vice-ministro disse que atualmente o Ministério da Defesa está "repensando" decisões passadas sobre o fechamento dessas bases, mas não quis dar mais detalhes.

A Rússia desativou a base de sinais de inteligência cubana de Lourdes e a base naval vietnamita de Cam Rahn no início dos anos 2000 como parte de uma redução da presença militar russa no mundo após a derrocada da União Soviética.

Mas, desde então, a política externa de Moscou se tornou mais impositiva, o que tem provocado desavenças com os Estados Unidos e seus aliados em função dos conflitos na Ucrânia e na Síria e da presença de soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no leste da Europa, entre outras questões.

(Por Dmitry Solovyov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos