Bangladesh mata 11 membros de grupo islâmico acusado de ataque em café

DACA (Reuters) - Forças de segurança de Bangladesh mataram neste sábado 11 membros de um grupo islâmico ao qual se atribui um ataque em um café de Daca em julho no qual 22 pessoas foram mortas, a maioria estrangeiras.

OS 11 militantes, que se acredita serem integrantes do Jamaat-ul-Mujahideen Bangladesh (JMB), foram mortos em três operações separadas contra esconderijos de militantes nos arredores da capital, disse o Ministro de Assuntos Internos, Asaduzzaman Khan, aos repórteres.

Sete militantes foram mortos durante uma batida contra um esconderijo depois de a polícia receber uma dica de que o chefe da unidade de Daca do JMB e seus associados estavam no local.

"Pedimos que eles se rendessem, mas eles abriram fogo contra nossos agentes, o que os levou a retaliar", disse Khan.

(Reportagem de Ruma Paul)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos