Governo da Síria e aliados fazem avanços militares antes de votação na ONU

Por John Davison

BEIRUTE (Reuters) - Forças do governo da Síria recapturaram territórios de insurgentes em várias áreas do oeste do país neste sábado, enquanto o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) se prepara para votar esboços de resoluções conflitantes da França e da Rússia exortando um cessar-fogo imediato.

As forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, apoiadas pelo poderio aéreo russo e por combatentes iranianos, libaneses e iraquianos em seu solo, estão com a vantagem no entorno da frente de batalha crucial de Aleppo, cujo setor leste, controlado pela oposição, está sitiado desde julho, com exceção de um breve período.

O bombardeio governamental em Aleppo, que ocorre desde que uma trégua mediada por Washington e Moscou em setembro desmoronou após uma semana, rendeu críticas da ONU e de países que apoiam a oposição síria.

Também neste sábado os rebeldes sofreram revezes mais ao nordeste, perto da fronteira com a Turquia, em combates contra militantes do Estado Islâmico, relatou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, sediado no Reino Unido.

Auxiliadas por ataques aéreos, as forças do governo sírio e seus aliados tomaram uma área no extremo norte de Aleppo neste sábado, noticiaram a mídia estatal e o Observatório. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos