Inundações e queda de energia marcam passagem de Matthew enfraquecido pela Carolina do Norte e Virgínia

Por Harriet McLeod e Scott Malone

CHARLESTON, SC/SAVANNAH, Geórgia (Reuters) - O furacão Matthew foi rebaixado para a categoria de ciclone pós-tropical neste domingo, quando atingiu a Carolina do Norte e a Virgínia com um reduzido, mas ainda potente impulso, causando inundações e interrupções generalizadas no fornecimento de energia ao longo da costa do Atlântico nos Estados Unidos, depois de matar centenas de pessoas no Haiti.

A mais poderosa tempestade do Atlântico desde 2007 trouxe chuvas torrenciais e ventos fortes ao cruzar o norte, após passar pela costa sudeste dos Estados Unidos, matando ao menos 11 pessoas na Flórida, Geórgia e Carolina do Norte desde a quinta-feira e deixando mais de dois milhões de empresas e residências sem energia elétrica.

Os danos nos Estados Unidos, no entanto, foram muito menores do que no Haiti, onde Matthew tirou quase 900 vidas. Ao menos 13 pessoas na ilha caribenha também morreram de surtos de cólera desde a tempestade e cerca de 61.500 pessoas tiveram de ir para abrigos, segundo as autoridades.

O Matthew continua a ameaçar comunidades costeiras da Carolina do Norte e Virgínia, onde avisos de enchentes estavam em vigor e rajadas de vento de 120 quilômetros por hora foram registrados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos