Ucrânia detém ucraniano acusado de espionar para a Rússia

KIEV (Reuters) - O Serviço de Segurança do Estado da Ucrânia (SBU) afirmou neste domingo que deteve um ucraniano que trabalhava como espião para a agência militar de espionagem da Rússia, poucos dias depois que um jornalista ucraniano foi preso na Rússia acusado de espionagem.

O suspeito que não teve nome revelado foi descoberto pelo SBU depois que ofereceu a uma autoridade militar sênior da Ucrânia cidadania russa e dinheiro em troca por documentos secretos sobre as capacidades militares da Ucrânia e trabalho com parceiros estrangeiros, afirmou o SBU.

"Ele foi pego por membros do SBU enquanto recebia um disco de dados com informações erradas que ele acreditava serem documentos secretos de natureza militar", afirmou o SBU em comunicado.

Não houve comentário imediato de autoridades russas sobre a prisão.

Na segunda-feira, o serviço de segurança da Rússia, FSB, afirmou que prendeu uma autoridade de inteligência ucraniana por reunir informações secretas sobre a defesa da Rússia e órgãos de segurança. A prisão fez a Ucrânia alertar seus cidadãos sobre riscos de viagens pela Rússia.

A relação entre os dois países foi arrasada em 2014, quando a Rússia anexou a península da ucraniana da Crimeia e apoiou separatistas favoráveis a Moscou, no que gerou uma guerra que matou mais de 9.600 pessoas.

(Por Alessandra Prentice)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos