Erdogan e Putin dizem ter concordado com necessidade de ajuda a Aleppo

ISTAMBUL (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, debateu a guerra na Síria com seu colega da Rússia, Vladimir Putin, nesta segunda-feira, incluindo as operações militares turcas no país vizinho e a necessidade de cooperar com a ajuda a Aleppo.

Em uma coletiva de imprensa na sequência de uma reunião em Istambul, Erdogan e Putin disseram que ambos concordaram sobre a importância de se levar ajuda humanitária à cidade, cujo setor leste, dominado pela oposição, está cercado por forças sírias apoiadas pela Rússia desde julho, com exceção de um período curto.

"Temos a posição comum de que tudo deve ser feito para levar ajuda humanitária a Aleppo. A única questão é... garantir a segurança das remessas de ajuda", disse Putin em uma declaração conjunta em Istambul depois de conversar com Erdogan.

A Rússia vem auxiliando o presidente sírio, Bashar al-Assad, com uma campanha aérea de um ano contra os rebeldes que o combatem. A Turquia apoia os rebeldes e quer Assad fora do poder.

Erdogan afirmou estar confiante que a normalização dos laços com a Rússia, abalados desde que a Turquia abateu um caça russo perto da fronteira síria no ano passado, será rápida mesmo assim.

"Hoje foi um dia repleto de discussões das relações Rússia-Turquia com o presidente Putin... tivemos a chance de discutir a Síria em detalhes", disse Erdogan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos