Rios cheios pelo furacão Matthew inundam cidades da Carolina do Norte

Por Gene Cherry

KINSTON, Estados Unidos (Reuters) - As autoridades da Carolina do Norte ajudaram moradores a se retirarem nesta terça-feira quando as águas elevadas dos rios inundaram algumas cidades e ameaçaram outras na esteira do furacão Matthew, que matou 14 pessoas no Estado norte-americano.

O governador Pat McCrory, que anunciou o novo saldo de mortes, alertou sobre as condições "extremamente perigosas" das próximas 72 horas no centro e em partes do leste da Carolina do Norte, onde vários rios estão causando grandes inundações e se aproximando de níveis recordes.

Wendy Key, de 40 anos, fugiu com os seis filhos para um abrigo em Kinston para escapar da inundação do rio Neuse, localizado a cerca de 1,6 quilômetro de sua casa alugada, que ela havia acabado de redecorar e equipar com um novo refrigerador e fogão. Seu irmão lhe disse que a água está chegando à altura da cintura na residência.

"A água começou a entrar muito rápido, e tivemos que levantar e nos aprontar às pressas", contou Key. "Foi muito alarmante e perturbador".

O Matthew, a tempestade mais forte no Oceano Atlântico desde 2007, matou ao menos mil pessoas no Haiti na semana passada antes de subir para a costa sudeste dos EUA e matar mais de 20 pessoas na Flórida, Geórgia e nas Carolinas. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos