Autoridades dos EUA acreditam que acidente aéreo em Connecticut foi intencional

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - O Conselho Nacional de Segurança no Transporte dos Estados Unidos disse nesta quarta-feira que acreditava que um acidente aéreo de pequeno porte em East Hartford, em Connecticut, se deu por causa de um ato intencional e que estava transferindo a investigação para o FBI.

O avião bateu contra um poste e explodiu em chamas na terça-feira, matando um estudante de pilotagem e deixando um instrutor com queimaduras graves.

Num comunicado, o conselho de transporte afirmou que a sua investigação inicial indicava que o acidente havia sido “resultado de um ato intencional”.

Uma autoridade de segurança nacional dos EUA identificou o estudante como Feras Freitekh. Segundo registros da agência federal de aviação, ele morava em Orland Hills, na região de Chicago, em Illinois, e conseguiu um certificado de piloto no ano passado.

A autoridade, falando sob condição de anonimato, afirmou que as forças de segurança examinariam se Freitekh tinha laços com terrorismo. A autoridade afirmou que Freitekh não era conhecido pelo setor de inteligência norte-americano.

(Reportagem de Laila Kearney, Joseph Ax, David Ingram, Mark Hosenball, David Shepardson e Gina Cherelus)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos