Presidente do Iêmen concorda com trégua de 72 horas, diz ministro

SANAA (Reuters) - O presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, concordou com um cessar-fogo de 72 horas, com a possibilidade de prolongamento, disse o ministro do Exterior, Abdel-Malek al-Mekhlafi, na sua conta oficial do Twitter nesta segunda-feira.

“O presidente concordou com um cessar-fogo de 72 horas a ser prolongado se a outra parte também aderir, ativar o comitê de coordenação e amenização e levantar o cerco de Taiz”, disse ele.

O comitê de amenização é uma comissão militar apoiada pelas Nações Unidas e responsável por monitorar as tréguas no Iêmen.

O ministro da Informação do Iêmen afirmou pelo Twitter que Hadi se encontraria com o enviado especial das Nações Unidas para o Iêmen, Ismail Ould Cheich Ahmed, na quinta-feira para determinar o dia inicial da trégua.

O governo exilado de Hadi tem pedido acesso humanitário à cidade dividida de Taiz, cuja maior parte é cercada pelos rebeldes houthis que ocuparam a capital Sanna em 2014. O governo mantém o controle de somente uma das quatro rotas de acesso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos