Moscou diz que Rússia e Síria estão detendo ataques aéreos em Aleppo por ora

MOSCOU (Reuters) - As Forças Aéreas da Rússia e da Síria interromperam todos os ataques aéreos em Aleppo dois dias antes de uma planejada pausa dos bombardeios cuja meta é permitir que rebeldes e civis saiam da cidade, disse o ministro da Defesa russo nesta terça-feira.

O anúncio feito por Sergei Shoigu vem na esteira de uma promessa feita por Moscou na segunda-feira de suspender os ataques durante oito horas na quinta-feira.

Em um encontro televisionado com autoridades militares, Shoigu disse que os bombardeios foram interrompidos às 10h locais desta terça-feira para ajudar a garantir a segurança de seis corredores de retirada de civis e para preparar a remoção de doentes e feridos do leste de Aleppo.

    O grupo de monitoramento Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que aviões de guerra russos lançaram ataques pesados em Aleppo no início desta terça-feira, mas que tudo estava tranquilo desde então.

Shoigu disse que agora a Rússia espera que os militantes partam de Aleppo com suas armas através de dois corredores especiais, um pela Estrada Castello e outro próximo do mercado de Al-Khai Souq.

    As tropas sírias irão recuar para permitir que os militantes saiam sem ser incomodados, prometeu o ministro.

Especialistas militares irão se reunir em Genebra na quarta-feira para começar a trabalhar na separação de "terroristas" da oposição moderada da Síria, disse Shoigu, acrescentando que especialistas russos já chegaram à cidade.

(Por Maria Kiselyova em Moscou e John Davison em Beirute)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos