Oposição da Colômbia pode se reunir com Farc para debater acordo de paz

BOGOTÁ (Reuters) - Representantes da oposição direitista da Colômbia podem se reunir com líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para debater possíveis mudanças em um acordo de paz assinado pelos guerrilheiros e pelo governo, disse na terça-feira o líder opositor Álvaro Uribe.

Uribe, ex-presidente linha-dura e atualmente senador e líder do partido de direita Centro Democrático, disse anteriormente que seu grupo iria se encontrar com os rebeldes, que assinaram um acordo de paz com o governo no mês passado para encerrar 52 anos de guerra.

Os colombianos rejeitaram o pacto em um plebiscito neste mês, em resultado surpreendente. Uribe encabeçou a campanha do "não".

"Achamos que, neste momento, no interesse de um acordo nacional, porta-vozes do 'não' poderiam conversar com as Farc em algum momento", disse Uribe a jornalistas.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que apostou seu legado em um pacto bem-sucedido, vem se reunindo com opositores na tentativa de salvar o entendimento.

Em discurso televisionado na terça-feira, Santos, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz por seus esforços, disse que as conversas estão avançando e que continuará ouvindo propostas da oposição até quinta-feira, antes de discuti-las com as Farc.

(Por Luis Jaime Acosta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos