Sonda espacial conclui pouso arriscado em Marte em busca por vida

Por Maria Sheahan

FRANKFURT (Reuters) - A busca por vida em Marte deu um grande salto nesta quarta-feira, quando uma sonda espacial pousou no planeta vermelho, na primeira tentativa da Europa de aterrissar uma nave no planeta desde o “fracasso heroico” da Beagle 2 há mais de uma década.

A sonda Schiaparelli, que tem forma de disco, pesa 577 quilos e está testando tecnologias para um rover (veículo de exploração) que a seguirá em 2020, aterrissou em Marte após uma descida arriscada. Cientistas ainda estão esperando para descobrir em que estado ela se encontra.

Durante a descida de seis minutos para a superfície, a sonda usou um paraquedas e propulsores para desacelerar sua velocidade de quase 21 mil quilômetros por hora.

“Temos que esperar um pouco para ver o que acontecerá com a sonda teste. Mas essa (missão) já é um sucesso até agora”, disse o diretor-geral da Agência Espacial Europeia (ESA), Jan Woerner, no centro de operações espaciais da agência em Darmstadt, na Alemanha.

O nome da sonda vem de Giovanni Schiaparelli, astrônomo italiano que, em 1877, começou a mapear a topografia de Marte, ampliando estudos sobre os canais do planeta.

“Marte já inspira as pessoas há séculos”, disse Woerner à Reuters TV.

A Schiaparelli é parte da ExoMars, parceria entre a Europa e a Rússia, que buscará sinais de vida passada e presente em Marte. O programa representa apenas a segunda tentativa europeia de aterrissar uma nave no planeta vermelho.

A britânica Beagle 2 foi ejetada da nave espacial Mars Express em 2003 mas nunca fez contato após falhar em abrir seus painéis solares ao pousar -- no chamado "fracasso heroico".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos