Índice de preços ao produtor da China deve ficar positivo nos próximos meses, diz agência

PEQUIM (Reuters) - O índice de preços ao produtor da China deve continuar a subir na comparação anual nos próximos meses, disse o porta-voz da agência de estatísticas, Sheng Laiyun, nesta quinta-feira.

Os preços ao produtor na China subiram em setembro pela primeira vez em quase cinco anos, avançando 0,1 por cento ante o ano anterior. Isso é uma boa notícia para o governo, que se esforça para reduzir a crescente dívida corporativa.

"Acredito que o índice de preços ao produtor nos próximos meses continuará a apresentar crescimento positivo na comparação anual, mas pode ficar volátil na comparação mensal", disse Sheng a um grupo de repórteres estrangeiros.

A alta dos preços domésticos de aço e carvão, em meio à pressão do governo para reduzir o excesso de capacidade, ajudou a impulsionar os preços ao produtor, disse Sheng.

A economia da China tem mostrado mais sinais positivos nos últimos meses, mas ainda é muito cedo para concluir que o crescimento atingiu o nível mais baixo, disse ele.

A economia chinesa vai enfrentar incertezas em 2017, mas o crescimento pode ficar relativamente estável, acrescentou Sheng.

A economia chinesa cresceu em um ritmo estável de 6,7 por cento no terceiro trimestre e deve atingir a meta de Pequim para o ano, alimentada para gastos mais fortes do governo, empréstimos bancários recordes e um mercado imobiliário aquecido.

(Por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos