Terceiro dia de cessar-fogo leva calma a Aleppo, mas com combates ocasionais

BEIRUTE (Reuters) - A calma prevaleceu na dividida cidade síria de Aleppo neste sábado, terceiro dia de um cessar-fogo unilateral anunciado pela Rússia, mas as retiradas médicas e as remessas aéreas de ajuda humanitária ainda não aconteceram, disse um grupo de monitoramento.

Não foram relatados ataques aéreos sírios ou russos no leste rebelado de Aleppo, cidade mais populosa da Síria antes da guerra, desde que Moscou iniciou uma pausa nas hostilidades na quinta-feira, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Mas os rebeldes disseram não poder aceitar o cessar-fogo, que afirmam não aliviar em nada a situação daqueles que escolhem permanecer no setor de Aleppo dominado pelos rebeldes, e acreditam que a trégua é parte de uma política do governo para expurgar cidades de opositores políticos.

    O Exército sírio e a Rússia pediram aos moradores e rebeldes do leste sitiado de Aleppo que saiam da cidade através de corredores designados para esse fim e rumem para outros bairros comandados por insurgentes com a promessa de uma travessia segura, mas muito poucos rebeldes ou civis parecem ter partido.

    "Ninguém saiu pelos corredores. O número pequeno de pessoas que tentou sair se deparou com bombardeios nos arredores (da área dos corredores) e não conseguiu sair", disse Zakaria Malahifji, autoridade rebelde do grupo Fastaqim, que está presente na cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos