Turquia diz ter artilharia atuando em Mosul e caças de prontidão

ANCARA (Reuters) - A artilharia da Turquia já desempenhou um papel no esforço para expulsar o Estado Islâmico da cidade iraquiana de Mosul, e quatro caças turcos estão de prontidão para participar de operações aéreas, disse o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, nesta segunda-feira.

A Turquia de maioria muçulmana sunita e o governo majoritariamente xiita do Iraque vêm se desentendendo quanto à presença de soldados turcos em um campo militar no norte iraquiano e à exigência de Ancara de tomar parte na operação de Mosul.

A Turquia diz ter a responsabilidade de proteger turcomenos étnicos e árabes sunitas na área ao redor de Mosul, outrora parte do Império Otomano, e teme que milícias xiitas apoiadas pelo Irã, com as quais o Exército do Iraque contou no passado, sejam usadas na campanha e aticem conflitos étnicos.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, disse que Bagdá não quer ajuda da Turquia e que as tropas, tanques e artilharia turcos mobilizados no campo militar de Bashiqa estão no local sem a autorização de seu governo. O Iraque afirma ser uma nação soberana que pode lidar com a operação sozinha.

"Nosso objetivo é retirar o Daesh (Estado Islâmico) tanto da Síria quanto do Iraque. O Iraque é vizinho e amigo da Turquia, e para nós a integridade e a estabilidade territorial do Iraque são tão importantes quanto as nossas", disse Cavusoglu aos repórteres em Ancara.

Segundo ele, a Turquia se envolveu na operação de Mosul em "frentes múltiplas" e 17 militantes do Estado Islâmico foram mortos por disparos da artilharia turca desde o início da ofensiva.

(Por Tulay Karadeniz e Ece Toksabay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos