Ex-secretário do Ministério da Indústria representa pasta em evento após ser exonerado

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira a exoneração a pedido do secretário-executivo do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Fernando Furlan, em uma decisão que surpreendeu a pasta por ter ocorrido antes do esperado.

Apesar da exoneração publicada, Furlan representou o ministério nesta terça-feira em evento da indústria latino-americana de siderurgia, onde afirmou que o Brasil deve acionar ainda este ano o mecanismo de solução de controvérsia da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre sobretaxas aplicadas pelos Estados Unidos ao aço laminado brasileiro.

Durante o evento, Furlan não mencionou a exoneração aos jornalistas.

Questionados, representantes do ministério em Brasília afirmaram que a saída de Furlan da secretaria já era esperada, mas que a expectativa da pasta era que a publicação no Diário Oficial fosse feita apenas no final desta semana.

"(A exoneração) foi um processo amigável. O ministro (Marcos Pereira) tinha pedido para ele representá-lo no evento", disse uma fonte do ministério.

Para o lugar de Furlan, o governo nomeou Marcos Jorge de Lima, que foi chefe de gabinete de Pereira. A substituição dos nomes no organograma do ministério já está publicada no site da pasta.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos