Presidente do BC do Japão diz que manterá estímulo monetário para alcançar meta de inflação rapidamente

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou nesta terça-feira que o Banco do Japão continuará com a política de afrouxamento sob sua nova estrutura de política monetária para alcançar rapidamente a meta de inflação de 2 por cento, de acordo com uma autoridade do Escritório do Gabinete.

Kuroda disse em uma reunião com os ministros do gabinete que o banco central irá manter as condições monetárias bastante expansionistas com o objetivo de sustentar a economia japonesa, segundo a autoridade.

No mês passado o banco central do Japão reformou sua estrutura de política monetária ao adotar como meta a curva de rendimento dos títulos em vez da base monetária --ou o ritmo de impressão de dinheiro.

(Reportagem de Tetsushi Kajimoto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos