Bloomsbury colhe frutos da Pottermania após sugestão de menina de 8 anos

(Reuters) - Alice Newton tinha apenas oito anos quando deu a Harry Potter sua grande estreia. O pai dela, editor, pediu que a menina lesse o primeiro livro da série de J.K. Rowling, Harry Potter e a Pedra Filosofal, para testar seu apelo.

"Eu deixei Alice ler por mim e ela apareceu uma hora depois falando sobre como o livro era maravilhoso", relembra Nigel Newton, que também é presidente-executivo da Bloomsbury Publishing.

"Eu acho que é um clássico agora, como o Ursinho Pooh ou (os livros de) Roald Dahl e C.S.Lewis, e continuará", ele disse à Reuters na sexta-feira.

A franquia correspondeu a mais de 7 por cento das vendas da Bloomsbury no primeiro semestre. Com a nova peça e um livro com seu roteiro e a estreia do filme "Animais Fantásticos e Onde Habitam" em novembro, a Bloombsbury espera que a Pottermania seja uma "grande contribuinte" no segundo semestre de seu ano, que se encerra em fevereiro de 2017.

A corretora Investec estima que as vendas anuais da Bloomsbury sejam de 133,7 milhões de libras e lucros antes de impostos de 11,8 milhões de libras.

Newton acrescentou que a Bloomsbury estava conversando com Rowling sobre potenciais futuros livros, mas não quis dizer quando ou se um futuro trabalho se materializará.

(Por Noor Zainab Hussain e Esha Vaish)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos